olho_grande_lupa

Além das câmeras de segurança, que vigiam todos o tempo todo, a Receita Federal também está de olho nos viajantes internacionais. O objetivo é simples: identificar quem estourou o limite de US$ 500 de isenção em compras feitas fora do Brasil.

Para isso, os auditores terão acesso não somente ao nome do passageiro, mas também por onde ele andou e a profissão. Assim, em vez de parar aleatoriamente quem volta de viagem, a Receita aumentará sua precisão em abordar aqueles que têm mais probabilidade de trazer compras excedentes – e pagar os impostos devidos.

E isso vai acontecer logo. Já a partir de 2015, está prevista a instalação do sistema em todos os aeroportos brasileiros. O projeto todo custou cerca de R$ 15 milhões.

Veja na íntegra o texto no link abaixo:

Sinfrerj Rio de Janeiro: Receita ampliará fiscalização de voos internacionais

Leave a Comment