reforma_tributaria

O Carnaval (além das festas de fim de ano) são datas divisoras de águas no calendário brasileiro. Com a reforma do ICMS não seria diferente. A votação da PLS 130/14, sobre a legalização dos incentivos fiscais questionados no STF, ficou para fevereiro.

As razões alegadas foram a posse dos governadores, deputados, senadores e da presidente, além do recesso do Judiciário e do Parlamento.

Enquanto isso, as regras do ICMS ainda continuam naquela zona nebulosa, com centenas de alíquotas diferentes que variam de estado para estado.

Veja mais no link abaixo:

Portal Contábeis: Senado deixa para 2015 reforma do ICMS depois de reunião com Levy

Leave a Comment