mapa_brasil_desenvolvimento

O aumento de impostos que o governo federal já está colocando em prática (como a volta da Cide-Combustíveis, por exemplo), pode ajudar no aumento do superávit primário para o pagamento da dívida. Mas tem um porém.

Impostos (e contribuições, taxas e afins) incidem diretamente sobre a população, tanto sobre a riqueza quanto o consumo. Um aumento dos tributos influi em aumento de preços. E toda dona de casa sabe: se o preço sobe, fica mais difícil fechar as contas com o mesmo dinheiro. Aí compra-se menos. E arrecada-se menos.

Esse é o risco maior que o governo corre com essas novas medidas. Se mesmo com mais impostos a arrecadação não aumentar, mais novidades virão. (Mais) cortes de gastos, mais impostos, e assim vai.

Veja o texto na íntegra no link abaixo:

Sinfrerj Rio de Janeiro: Especialistas acreditam no ajuste, mas economia fraca pode exigir mais imposto

Leave a Comment