afogando

O termo foi utilizado no artigo de Humberto Barbato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), no discurso de abertura do Fórum Grandes Questões Tributárias da Indústria, no dia 15 de maio.

No que se refere à área fiscal das empresas (e da vida das pessoas) tudo é grande: a quantidade de funcionários responsáveis pela área tributária, o número de impostos pagos, as obrigações acessórias…não é à toa que Barbato usou o termo asfixia tributária. Só de imaginar os entremeios da tributação nacional, já dá falta de ar.

O resultado: o alto custo da administração tributária por parte das empresas, o que torna pouco competitiva a indústria nacional.

Veja o artigo na íntegra no link abaixo:

Consultor Jurídico: Asfixia tributária da indústria e o impacto do ajuste fiscal

Leave a Comment