carga-tributaria_11_w

No Brasil, projetos de lei precisam passar necessariamente pelas duas casas do Congresso Nacional: a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. Um deles, o que acaba com a desoneração da folha de pagamento das empresas, não entrou na pauta de discussões do Senado.

Para o governo, isso é ruim, ainda mais que, com essa reversão das desonerações, o caixa federal poderia ganhar alguns bilhões a mais e facilitar o cumprimento da meta fiscal do Ministério da Fazenda.

Já para as empresas, essa demora, por enquanto, é boa. As indústrias pagam 1% de contribuição previdenciária sobre a receita bruta, e as de serviços, 2%. Com a mudança, as alíquotas vão para 2,5% e 4,5%, respectivamente.

Veja a notícia na íntegra no link abaixo:

Valor Econômico: Dilma deve vetar isenção de PIS/Cofins para diesel

Leave a Comment