cpmf

O ministro Ricardo Berzoini, da secretaria de Governo, em reunião com governadores e prefeitos, disse que não deve sair a aprovação à CPMF neste ano no Congresso, onde a medida enfrenta bastante resistência.

Outra novidade é sobre a alíquota e a destinação do dinheiro da contribuição. Originalmente, era seria de 0,2% sobre as movimentações financeiras, e o destino desses recursos é a Previdência Social.

Mas existe um grupo grande de representantes de governadores e prefeitos que é a favor, desde que a alíquota seja de 0,38%, e que tenha 0,18% dos recursos destinados a eles.

Veja o texto na íntegra no link abaixo:

Folha de S.Paulo: Planalto descarta aprovar CPMF este ano e estuda aplicar recursos na Saúde

Leave a Comment