ICMS e o fechamento das micro e pequenas empresas

mapa_brasil2

A nova decisão do Confaz sobre o ICMS está rendendo. De acordo com uma reportagem da Exame, a cada minuto um negócio se fecha. Esse número vem, em especial, das micro e pequenas empresas, que se reuniram com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, para mostrar as dificuldades pelas quais elas passam. A grande …

Continue a leitura →

Discussão de ICMS com as empresas

reforma-tributaria1

O Confaz, depois da mudança na maneira de cobrar o ICMS das empresas (com a divisão na arrecadação do imposto na origem e no destino), decidiu se reunir com as empresas para discutir melhor essas transformações. As mudanças têm causado um certo desconforto para o varejo, especialmente quando há comércio entre dois estados: qual é …

Continue a leitura →

Arrecadação federal cai em 2015

seta-caindo

Os números não enganam: o governo federal arrecadou 5,6% menos em impostos, taxas e contribuições no ano passado. É um retrato da retração econômica de 2015, que contou com menos empregos, menor consumo e menor produção em várias áreas. Somente o Imposto de Renda Retido na Fonte obteve um crescimento de 6% em relação a …

Continue a leitura →

Sem isenção de IPI, menos vendas

porcentagem

Com a revogação da Lei do Bem, que deu isenção do pagamento de IPI para celulares, tablets e produtos de informática, a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) prevê uma queda nas vendas desses produtos. Junte-se a isso a crise econômica no geral, e a queda pode inclusive ser maior. O governo federal, …

Continue a leitura →

Os efeitos do ICMS cobrado na origem e destino

ICMS3

Antes, no comércio eletrônico, o comerciante recolhia o ICMS no estado onde ele se encontrava. Assim, um e-commerce que se localizasse em São Paulo pagava o imposto integralmente em São Paulo. Desde 1º de janeiro, as coisas mudaram. Agora, ao fazer a guia de recolhimento, o comerciante precisa fazer uma para o estado de origem …

Continue a leitura →
Página 1 de 8412345...102030...Última »